terça-feira, 7 de setembro de 2010

A Natividade de Nossa Senhora


A NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA
08 DE SETEMBRO

PARABENS VIRGEM MARIA”
“Hoje é o teu dia: Nasceste; Vieste sem mancha à luz: com teu natal tu nos deste o do teu filho Jesus.”

Durante o ano, quando celebramos as festas marianas, e cada dia em várias ocasiões, nós, os cristãos, pensamos muitas vezes na Ssma. Virgem. Ela é a criatura, por excelência, privilegiada na história da salvação, porque foi em Maria que o verbo se fez carne e habitou em nós.
Hoje é o dia em que Deus começa a pôr em prática o seu plano eterno, pois era necessário que se construísse a casa, antes que o rei descesse para habitá-la. Uma linda casa, porque, se a sabedoria constrói uma casa com sete colunas trabalhadas, este palácio, que é Maria, está alicerçado nos sete dons do Espírito Santo.

ONDE NASCEU A VIRGEM MARIA?

A disputa recai sobre três grandes cidades; Belém, Séforis ou Jerusalém, afinal qual das três teve a honra de ter sido o local do nascimento.
A primeira é Belém. Deve-se essa tradição ao fato de Nossa Senhora ser da estirpe real, da casa de Davi. Tal hipótese não se sustenta.
Outra tradição nos diz que ela nasceu em Séforis a poucos quilômetros ao norte de Belém, pois seus pais Ana e Joaquim lá residiram. Também, só por esse fato, tal hipótese não se sustenta.
A hipótese mais aceita por um grande número de historiadores, é a de que a Virgem Maria nasceu em Jerusalém.
Uma antiga tradição nos diz que seus pais moravam em Jerusalém, ao lado da piscina de Betesda, onde hoje se ergue a Basílica de Santa Ana, e foi ali que nasceu a sempre Virgem Maria.
Na Igreja, somente em três casos comemoramos o dia do nascimento: o de Jesus Cristo, o de Nossa Senhora e o de João Batista.
Diz-se que a festa da natividade, teve início no ocidente no ano de 430 por iniciativa de São Maurílio. A tradição nos diz que um respeitado senhor de Angers na França, encontrava-se na pradaria de Marillais, na noite de 08 de setembro daquele ano, quando ouviu os anjos cantando no céu, perguntou-lhes qual o motivo do cântico, responderam-lhe que cantavam em razão do aniversário de Nossa Senhora.
A comemoração espalhou-se rapidamente por toda a Igreja, porém somente no ano de 1245, durante o Concílio de Lyon que o Papa Inocêncio IV estendeu oficialmente a festividade a toda igreja.
A pequena princesa era acalentada em seu sono por seus orgulhosos pais; afinal era a tão esperada por eles. Dizem que os anjos de Deus montavam guarda junto ao seu berço, e que para ela entoavam as mais belas melodias para embalar seus sonhos.
Dia 08 de setembro, exatamente nove meses após a comemoração da Imaculada Conceição de Maria, a igreja celebra a sua natividade. Maria é o elo de ligação entre a trindade e a humanidade.
Com o nascimento da Virgem Maria Cumpria-se a profecia de Isaias que diz: “Da cepa dez vezes secular de Jessé, da raiz de Davi, brotará um novo ramo...” e desse ramo, mais tarde brotará o verdo de Deus encarnado, o Cristo Jesus.
A bela menina de olhos vivos, e encantadores, a todos cativava, e conforme os versos do beato José de Anchieta lemos; “ Contempla! Ei-la que nasce essa menina de beleza encantadora cujo olhar clareia o mundo em trevas mergulhado”.
Deram-lhe o nome de Maria!
No antigo testamento somente uma mulher tinha o nome de Maria. A irmã de Moisés. Essa Maria (Mirjam ou Mirian) era venerada pelo povo Hebreu. Já no novo testamento encontramos, além da mãe de Jesus, muitas outras.
Na língua egípcia, Maria (Mery ou Meryt), significava: muito amada, já no Hebraico Miriam=Maria – soberana.
O teu nascimento ó Virgem Maria, nos trouxe a certeza da salvação.
Feliz Aniversário!

Nenhum comentário: