sábado, 6 de fevereiro de 2010

A Virgem da Candelária


A Virgem da Candelária
02 de fevereiro

Eis que vens ó Maria! Trazes contigo aquele que é a luz do mundo e, no entanto segues em procissão tendo nas mãos a doce e tênue chama de tua candeia.
- O teu destino? O Templo do Senhor!

A Tradição

Conforme o texto do livro do Êxodo 13,2. 12-13, o primogênito pertencia a Deus; e tinha que ser resgatado por meio de uma oferenda feita pelos pais. Na apresentação e purificação no templo, o povo judeu representado por Simeão e Ana, encontra aquele que será a glória de Israel e a Luz dos pagãos.
Maria Santíssima apresentou o pequeno sacerdote ao templo, pois ele seria “Sacerdote para sempre”.
Conforme nosso saudoso Papa João Paulo II; “Maria compreendeu então mais claramente o significado do gesto da apresentação. Oferecer o seu filho era expor-se voluntariamente à espada. Comprometida pelo “Sim” da anunciação e disposta a chegar até o fundo no dom de si à obra da salvação, Maria não recuou perante a perspectiva do grande sofrimento que lhe era anunciado”.
A Festa das Candeias foi instituída pelo Papa Gelásio(492-496) e a data escolhida foi 2 de fevereiro tendo em vista os 40 dias após o Natal. Era a Festa da Purificação da Ssma. Virgem e da apresentação do Menino Jesus. Os Fiéis iam a procissão pelas ruas com velas (candeias) nas mãos, entoando hinos de louvor a Maria.

A Candelária

Conta à tradição que a imagem da Virgem da Candelária já estava na ilha de Tenerife antes de sua conquista. Contam também que pelo ano 1400, dois pastores guardavam seus animais perto de uma caverna na Ilha de Tenerife, nas Canárias, e observaram certo dia que o gado se recusava a entrar na lapa, apesar de todos os esforços. Entraram na gruta e encontram a imagem de uma senhora com o filho no colo. Toda a população foi ao local presenciar o acontecido, inclusive o Rei. Todos contemplavam maravilhados a existência de numerosas candeias (velas) que flutuavam no ar, diante da imagem da Senhora.
Os nativos começaram a honrar aquela que amavam sem conhecer. Pouco tempo depois as Ilhas foram conquistadas pelos Castelhanos e, quando os Jesuítas chegaram, não tiveram dificuldades para evangelizar aquele povo que já era tão devoto de Maria, a quem deram o título de Candelária, por causa das Candeias que iluminavam sua imagem.
No inicio do século XVII, Antônio Martins Palma, das Canárias, e sua esposa estavam navegando em direção às Índias Espanholas (América Latina), quando a embarcação foi surpreendida por uma terrível tempestade. O Capitão Antonio e sua esposa, prostaram-se e em oração clamaram pela intercessão da Virgem da Candelária, e ali prometeram perpetuar a memória de sua proteção, construindo um templo na primeira terra que aportassem sãos e salvos. Está terra foi a Baia da Guanabara, os náufragos ao desembarcarem, deram graças a Deus e a Virgem da Candelária.
A antiga Igreja da Candelária, no Rio de Janeiro foi erigida em 1613.
A imagem original da Virgem era esculpida em madeira, o menino Jesus se encontrava em seu braço esquerdo e no direito trazia uma candeia de cor verde.
Roguemos a Virgem da Candelária, que continue apresentando seu filho Jesus ao mundo, ele que é a nossa Luz Verdadeira.
Amém
Paz e Bem!

Nenhum comentário: