terça-feira, 17 de setembro de 2013

São Jerônimo

São Jerônimo


30 de setembro

“Ignorar as Escrituras é ignorar Cristo e quem não conhece as Escrituras não conhece o poder de Deus nem sua sabedoria.” (São Jerônimo)

Jerônimo foi um luzeiro de seu tempo. Nasceu na Dalmácia pelo ano de 340. De seu pai Eusébio herdou valores morais e princípios éticos além do gosto pelas letras.
Com o dinheiro que herdou de seus pais viajou para Roma em busca de conhecimentos e com o intuito de estudar com os melhores mestres da cidade eterna. Foi batizado pelo Papa Libério, quando estava com 25 anos.
Todos os domingos aproveitava as horas de lazer para visitar os túmulos dos santos mártires.
Sempre em busca de algo mais, partiu para França e chegou a Trèves. Lá encontrou a célebre fundação criada pelo imperador Graciano. E foi lá também que decidiu seguir a vida religiosa; era o ano 370 quando entrou no convento de Aquiléia.
A busca pela perfeição e o desejo de agradar somente a Deus o fizeram partir para o oriente. Morou vários anos no deserto da Síria e foi lá que experimentou o rigor dos jejuns e penitências que quase o levaram à morte.
O desejo pelas leituras e pelas Sagradas Escrituras o levaram a Constantinopla e lá pôde ouvir e dialogar com o grande orador São Gregório de Nazianzo que lhe incutiu o amor pela exegese da Sagrada Escritura.
Foi no tempo em que esteve em Constantinopla que ordenou-se sacerdote pelo bispo Paulino. Apesar de não se achar digno do sacerdócio, o exerceu com grande dignidade e abnegação.
Encontrava na escrita sua realização. As pesquisas, os estudos exigiam dele um esforço sobre-humano. Seu maior desejo era difundir o cristianismo.
Foi um autodidata em línguas como o grego e o hebraico; era preciso estudar as Escrituras nas línguas originais.
Sabendo de seus avanços nas Sagradas Escrituras, o papa Dâmaso o convidou a ser seu secretário particular; ao mesmo tempo deveria traduzir as Sagradas Escrituras para o latim. O papa desejava um trabalho o mais fiel possível aos originais e que servisse para toda a liturgia.
Por quase todo o resto de sua vida Jerônimo dedicou-se à tradução da Bíblia que deu origem à Vulgata. O trabalho de Jerônimo foi oficializado no Concílio de Trento; ficou reconhecido pela riqueza de detalhes como tempo e os lugares relativos à Bíblia.
Por fim, viajou para a Terra Santa e escolheu a cidade de Belém para terminar seus estudos. Viveu em contínua penitência e rigor os jejuns até o seu falecimento no ano de 420. Era o dia 30 de setembro. Jerônimo estava com 80 anos.
São Jerônimo é Doutor da Igreja e padroeiro dos estudos bíblicos. Suas relíquias repousam na Basílica de Santa Maria Mador. Santo Agostinho, amigo e discípulo de São Jerônimo, comparava-o com o apóstolo São Paulo pelo zelo para com a Palavra de Deus.
Roguemos que São Jerônimo nos ajude a entender as Sagradas Escrituras para bem colocá-las em nossas vidas.
Amém.