quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Nossa Senhora da Saúde : És Maria, a Saúde dos Enfermos!


...Perguntai aos enfermos para que nasce esta Celestial Menina, dir-vos-ão que nasce para Senhora da Saúde; perguntai aos pobres, dirão que nasce para Senhora dos Remédios...(Padre Antonio Vieira).

Desde o primeiro instante de nossas vidas sentimos e experimentamos os mais diversos tipos de dor e de sofrimento, ele é parte integrante de todo ser vivo, nascemos, crescemos, amadurecemos  e  morremos, é o ciclo natural da vida.Nossos primeiros meses de vida, foram um misto de alegrias e dores, dores de cólicas, febres, os dentes rasgando etc   Nosso corpo já luta e se debate, é a  nossa natureza se impondo pela sobrevivência.
Nós, que trazemos  em nossos corações a certeza da vida eterna, devemos encontrar no sofrimento e na dor , não o desespero mas uma oportunidade de santificação.Toda  dor e todo sofrimento nos proporcionam momentos de reflexão sobre a nossa vida  e nossas escolhas.
Herdamos o pecado original, tivemos a graça, de com o Batismo apagar a mancha que ele nos deixou, porem as consequências do mesmo, trazemos em nossos corpos e elas nos acompanharão até o nosso ultimo suspiro. Devemos lembrar que o SENHOR não nos criou para o sofrimento e para a dor, Ele nos ama e deseja a nossa felicidade total, e esta somente poderemos gozá-la no Paraíso.
O Senhor Jesus veio até nós para nos ensinar o caminho que nos leva ao Pai, Ele tomou nossa humanidade, fez-se  igual a nós em tudo, exceto no pecado. Disse Ele:”Eu Sou o Caminho a Verdade e a Vida” e depois acrescentou:”Quem quiser me seguir tome a sua cruz e venha atrás de mim”.Em momento algum Ele disse que o seguimento seria fácil, então coragem!
Todo aquele que sofre, deve ter sempre o olhar fixo no Crucificado, deve contemplar as chagas dolorosas de Jesus,  o rosto desfigurado, a cabeça marcada com os cruéis espinhos da coroa,o corpo febril, marcado pelas chicotadas, dolorido e se contorcendo em câimbras, sua respiração  ofegante, seu olhar de compaixão e sua voz tremula, porem  corajosa, identificam o seu gesto de amor! Ao que sofre, recomendo que experimente o balsamo do sangue preciosissímo  sobre suas dores e feridas, e sinta o alivio imediato...
Desde a mais tenra idade  que encontramos conforto e alivio no colo de nossas mães.O Senhor nos presenteou com esses seres especiais que chamamos de mãe.É no colo da mãe  que a criança sente confiança, sente alivio, e se sente segura.O Senhor fez esse ser tão especial, que desejou ter uma  para  Si! O Senhor,  pensou em Maria e a escolheu para Mãe do seu filho Jesus, o Verbo encarnado!
Jesus, como homem, também teve seus momentos de dores e sofrimentos, sabemos que Jesus chorou!Mesmo sem trazer em si, a mancha do pecado original, Jesus quis compartilhar  da nossa humanidade sofredora, tomou as nossa dores!
Em se tratando do homem  Jesus, devemos imaginar uma criança, um adolescente, um jovem e um adulto que nas horas difíceis buscava consolo e conforto no colo de Sua Mãe Maria!Era Ela que acalentava o coração de Jesus e o fazia adormecer em seus braços.
Do alto da cruz redentora o Senhor nos mostrou a quem deveríamos  recorrer nos momentos de dor e sofrimento, Aquela que esteve de pé aos pés da cruz, Sua Mãe...
Hoje como ontem, devemos recorrer aquela que é a Saúde dos Enfermos, aquela que nunca nos abandona e sempre nos mostra o que devemos fazer, como fez em Caná  da  Galiléia: ”Fazei tudo o que Ele vos disser”.
Carinhosamente a Chamamos de Nossa  Senhora da Saúde, tendo em vista que herdamos tão sublime devoção dos nossos irmãos portugueses que para cá vieram! Conta-se que em Portugal do século XVI, o povo sofria com as consequências da grande peste que assolava a Europa .Somente no ano de 1569 o contagio chegou ao Maximo, vitimando mais de 600 pessoas por dia, somente em Lisboa. O Rei  Dom . Sebastião  esgotou todos os esforços, tudo em vão! Parecia que era o fim!
Foi quando o Povo se reuniu, em grande numero e buscou refugio em Nossa Senhora.Foram procissões, novenas, Missas  incontáveis... até que a epidemia foi enfraquecendo  de tal maneira que se extinguiu.O povo, com gestos de gratidão elevou o coração a DEUS e rendendo graças exclamavam:”DEUS seja Louvado” e viva a Senhora da Saude.A  feliz noticia se espalhou por toda a Europa e em pouco tempo, era Maria chamada pelo singelo e oportuno título de “NOSSA SENHORA DA SAÚDE”.
O Brasil recém descoberto, viu-se embalado com as noticias da corte, e em varias de suas Capelas, Igrejas, Hospitais  tomou-se a Senhora da Saúde como Padroeira, Patrona etc.
Hoje , como no Século XVI, o povo vive em busca de alivio para suas enfermidades e para tanto devemos recorrer a Senhora da Saúde assim:
“Virgem Puríssima, sois a saúde dos enfermos, o refugio dos pecadores, a consoladora dos aflitos e a despensadeira de todas as graças. Na minha fraqueza e  no meu desânimo, apelo hoje para os tesouros da Vossa Misericórdia e bondade e me atrevo a chamar-vos pelo doce nome de Mãe.Sim ó Mãe, atendei-me nesta enfermidade, daí-me a saúde do corpo, para que possa cumprir os meus deveres com animo e alegria, e com a mesma disposição servir ao Vosso Filho Jesus e agradecer a Vós, SAUDE DOS ENFERMOS.Amem.
Paz e bem!
Marcio Antonio Reiser OFS





Nenhum comentário: