terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Menino Jesus!




Menino Jesus!

Quando te contemplamos na fragilidade de uma criança, que repousa sobre as palhas e o feno na manjedoura, percebemos o quanto de amor, por nós dispensastes.
Tuas mãos que regem o universo tão pequenas e rosadas, trazem para nós o sinal da benção.
Teu rosto tão belo e luminoso é a expressão da ternura de um Deus que é amor; e teus olhos contemplam o infinito e a eternidade.
Tu és o verbo encarnado, a palavra de Deus que se fez carne, e no entanto os sons que saem de tua boca, não passam de gemidos e chorinhos de criança, que só encontram consolo no colo de sua mãe.
Teus pés se agitam, apesar de tão pequeninos, na ânsia de se colocar a caminho e anunciar o reino dos céus!
Quis estes, Santo Menino, experimentar a nossa fragilidade humana desde o seu nascimento. Desejastes também trocar o teu trono real pelo colo aconchegante de tua mãe Maria e foi dela também que fostes nutrido. O leite de tua mãezinha substituiu os manjares celestes.
Escolhestes Maria e José, que foram os primeiros adoradores e guardiões da tua humanidade, para serem teus pais e deles fizestes o exemplo perfeito para todas as famílias.
Menino Jesus, o mundo tem necessidade de redescobri e experimentar a grandeza do teu nascimento e a simplicidade em que ele se deu. És um reizinho das palhas e manjedoura.

Feliz Aniversário Jesus.

Nenhum comentário: