quarta-feira, 10 de agosto de 2011

A Transfiguração do Senhor

A Transfiguração do Senhor


06 de agosto

O Senhor, no capítulo anterior, fala da sua paixão e daquilo que será pedido aos seus discípulos. O desânimo foi geral, quando Jesus disse: “Quem quiser vir depois de mim,... tome a sua cruz e siga-me.”
Jesus, conhecedor do coração dos seus, tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e os levou a um lugar à parte, sobre o alto do Monte Tabor. Transfigurou-se diante deles.
O Senhor manifesta a sua glória e a vitória sobre a cruz, antecipadamente aos três para lhes dar um novo ânimo e a certeza da ressurreição.
A manifestação no Tabor é extraordinariamente esplendorosa, de suas vestes e de sua face emanam uma luminosidade que os olhos, humanos dos discípulos, são incapazes de contemplar.
A tradição judaica está representada por Moisés que anunciou que um dia Deus suscitaria um profeta como ele a quem deveriam ouvir (Dt 18,15), e Elias que, subiu aos céus, numa carruagem de fogo (2Rs 2,11), e que de acordo com a tradição Judaica pensava que o seu retorno anunciaria a vinda do Messias (Ml 3,23-24)
A cena que os três extasiados contemplavam, dava a certeza de que Jesus era o Messias esperado por Israel.
Finalmente o salmo 2,7 que enaltece o novo Rei, como o filho de Deus é confirmado pelo próprio Deus quando diz: “Eis o meu filho amado, em quem pus toda a minha afeição; ouvi-o” (Mt 17,5)
Pedro, falando pelos outros exclamou: “Senhor, é bom estarmos aqui!” A manifestção da glória celeste, encantou de tal maneira os apóstolos, que desejaram pular a etapa da cruz.
O mestre Jesus deixou um gosto de eternidade no coração dos três, mas para tanto deveriam descer, tomar a cruz e segui-lo...

Paz e Bem!

Nenhum comentário: