Imaculado Coração de Maria


Imaculado Coração de Maria

12 de Junho

“Sua Mãe guardava todas as palavras em seu coração”. (Lucas 2,51)

Com seu exemplo, Maria nos convida a voltarmos o nosso olhar para os acontecimentos e descobrir neles a luz que ilumina o caminho de nossa vida a serviço do evangelho de Jesus, ao guardar tudo em seu coração, Maria espera que o futuro desvende os seus segredos.

A festa do Imaculado Coração de Maria foi introduzida em 1944 pelo Papa Pio XII na oitava da assunção. No novo calendário passou a ser determinado com a categoria de “Memória”, no sábado depois da solenidade do Coração de Jesus. Sábado após a festa da Santíssima Trindade.
Muito já se escreveu e muito já se falou sobre o Imaculado Coração de Maria, porém foi nosso Papa Bento XVI quem sintetizou esta tão singela devoção da seguinte forma: “Vemos que Coração de Maria é visitado pela graça do Pai, é penetrado pela força do Espírito Santo e impulsionado interiormente pelo Filho; isto é, vemos um coração humano perfeitamente introduzido no dinamismo da Santíssima Trindade.”
São João Eudes (1601-1680) foi o grande promotor do culto litúrgico que se devia tornar em devoção e patrimônio dos fiéis, o culto ao imaculado coração de Maria.
A festa tornou-se pública em 1648 entrando assim na liturgia comum, e a partir daí, muitos bispos autorizaram nas próprias dioceses o culto ao Coração de Maria.
Devemos reconhecer que foi a partir das aparições da Virgem Maria, em Fátima, que a devoção tomou um novo impulso conforme escreveu o Cardeal Cerejeira: “A missão especial de Fátima é a divulgação no mundo do culto ao Imaculado Coração de Maria.”
Foi no dia 13 de Junho, em Fátima que a Ssma. Virgem apresentou o coração circundado de espinhos pedindo reparação e pronunciando estas palavras: “Jesus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração”... E disse a Lúcia: “Eu jamais te abandonarei. O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzira a Deus”.
No ano de 1942, durante a segunda guerra mundial, o Papa Pio XII consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria.
No dia 4 de maio de 1944, o mesmo Papa Pio XII ordenou que a festa fosse observada em toda Igreja para que Maria intercedesse, pela paz entre as nações, a liberdade para a Igreja, a conversão dos pecadores.
Foi no dia 25 de março de 1984 que o Papa João Paulo II, consagrou solenemente o mundo ao Coração Imaculado de Maria.
Por fim concluímos que; ao celebrarmos a festa do Imaculado Coração de Maria, experimentamos a insondável bondade de Deus que desejou amar com um coração humano, o coração da Virgem de Nazaré.
O Coração de Maria é fonte de graças e virtudes, devemos contemplá-lo e imitá-lo na entrega total aos desígnios de Deus: “Faça-se”.
Maria ao mostrar-nos o seu coração é sobretudo à vida que ela mostra. Ela quer nos mostrar que o amor repara os pecados, reanima a esperança, une, constrói, perdoa, santifica, defende os pequeninos e liberta os humilhados.
Quantas vezes podemos imaginar Jesus recostado no colo de sua mãe, adormecendo com o sonoro pulsar do coração imaculado e amoroso.
Os corações unidos de Jesus e Maria batem no mesmo ritmo, com a mesma intensidade e o mesmo amor.
Doce Coração de Maria sede Nossa Salvação.

Comentários

Que Deus abençoe sua iniciativa de divulgar o nome de Maria a todos.

Postagens mais visitadas deste blog

São Miguel Arcanjo

Santa Catarina de Alexandria

Santa Catarina De Sena