quinta-feira, 23 de julho de 2009

Os Leigos e as Ordens Terceiras(Seculares)


Os Leigos e as Ordens Terceiras(Seculares)

“Mas a cada um de nós foi dada a graça, segundo a medida do Dom de Cristo... é por ele que todo o corpo é coordenado e unido por conexões, que estão ao seu dispor, trabalhando cada um conforme à atividade que lhe é própria” (Efésios 4, 7-16).

Quando alguém se consagra a Deus, está na verdade declarando-se servo(a) do Senhor e servo é aquele que se coloca à inteira disposição de seu Senhor em todas as circunstâncias; a consagração, portanto, é um convite de Deus que provoca um gesto humano. O despreendimento e a gratuidade são duas exigências do Evangelho para quem se consagra.
Maria é o modelo perfeito da vida consagrada, da vida cristã: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se...”.
Para o renomado canonista, Dom Roberto Paes, bispo auxiliar de Niterói, o leigo consagrado e o consagrado secular não se separam do mundo, isto é comum para os dois, mas enquanto um pertence ao estado da vida consagrada, o outro não.
Conclui que o leigo consagrado, a partir do estado laical visa um compromisso para ser melhor leigo, mas o ser é laical. Já o consagrado secular faz uma profissão que torna diferente seu estado de vida na Igreja. Sua consagração é vivida no mundo, mas o substancial é que é um consagrado.

As Ordens Terceiras

As Ordens Terceiras são associações de leigos católicos (podendo tambem, fazer parte sacerdotes diocesanos), vinculados às tradicionais ordens religiosas que despontaram na Idade Média, tais como Franciscanos, Carmelitas, Dominicanos, etc... e que desejavam viver o evangelho em plenitude.
O primeiro fundador a pensar em um regra de vida para leigos ou seja uma terceira ordem foi Francisco de Assis, em 1221, e o primeiro casal a receber a regra e professá-la foi São Luchésio e Buonadona.
Leigos casados, solteiros viúvos, reis, rainhas, gente do povo, de todas as classes e idades, que sentiam, em seus corações, um desejo imenso de consagrar a Deus suas vidas, permancendo no mundo e junto dos seus.
A Ordem Franciscana Secular, a partir do ano de 1978, recebeu das mãos do saudoso Papa Paulo VI, a nova regra, em vigor até os dias de hoje.
Os franciscanos seculares vivem no mundo os desafios cotidianos, tendo por alicerces “a Palavra de Deus” e os escritos do Seráfico Francisco de Assis.
Ainda hoje ecoam em nossos ouvidos e corações a exortação do Papa João Paulo II, quando do Capítulo Geral de 2002, disse: “Vós, Franciscanos Seculares, viveis por vocação a pertença à Igreja e à sociedade, como realidades inseparáveis. Por isso, é-vos pedido, antes de mais nada, o testemunho pessoal no ambiente onde viveis”.
No mundo e na história tivemos como franciscanos seculares: Luis da França, Santa Isabel da Hungria, Princesa Isabel, Papa Leão XIII, Papa Pio X, Papa Bento XV, Dom Hélder Câmara, Chiara Lubich, Presidente Tancredo Neves, etc.

Seguimos Jesus nos passos de São Francisco de Assis!

Paz e Bem!

4 comentários:

PCV disse...

Sou o grupo de Perseverança da Paróquia de Sta. Edwiges (Belém-PA). Muito interessante seu Blog. As história desses seres humanos servem de exemplo para todos nós.

Não sei se você já tem, mas gostaria de sugerir a história de Santa Edwiges, padroeira do nosso grupo.

Sigo você.

sarissimah disse...

Oiiiiiiiiii...

Pertenço a OFS São Francisco de Itapeva e este assunto me é muito pertinente. Em minha fraternidade há uma irmã que deseja se tornar uma consagrada secular, em sua condição de solteira.
Ela pede orientações quanto aonde buscar informações para esse processo e o que ela deve fazer.
Seria Possível??? Ficaríamos imensamente gratas se puder nos ajudar.

Aguardamos uma resposta.

Muito obrigada

Josie disse...

Olá!
Gostei muito do blog! Ouvi falar a pouco tempo sobre as ordens terceiras, e desde então isso tem despertado minha atenção. E com a leitura deste blog, me esclareceu algumas coisas.
Gostaria de obter via e-mail( josiefontes@gmail.com), outras informações sobre o que tem de fazer para pertencer a uma ordem terceira secular, quais as regras de conduta.
Salve Maria!

Katy disse...

Tb quero saber como ser total de Jesus.