terça-feira, 28 de abril de 2009

Nossa Senhora do Caravaggio


Nossa Senhora do Caravaggio

26 de maio 1432


“Suave mais que todas, ó Virgem sem igual, fazei-nos mansos, puros, guardai-nos contra o mal”

Das terras não muito distantes da família Vachi, ouvia-se o choro contido e o grito abafado da jovem Giannetta.
Todos os vizinhos assistiam com temor e compaixão aos maus-tratos e espancamentos sofridos por Giannetta; seu esposo Pedro DelVachi, era um homem rude e cruel.
D. Giannetta e seu marido, viviam na localidade de Caravaggio próximo a Milão, um lugarejo pobre, porém cheio de encantos e belezas naturais.
A religiosidade era uma forte caracteristica de D. Giannetta Vachi, mulher de oração e de coração generoso; do pouco que possuiam repartia as escondidas com os peregrinos que batiam a sua porta.
A primavera na região era marcada pelo perfume das flores silvestres, das arvores frutiferas e pelos cantos diversos dos passaros.
No dia 26 de maio 1432, como sempre D. Giannetta trabalhou desde os primeiros raios da manhã, os cuidados com a casa, com os animais domésticos e ainda no trato com a lavoura, deixaram nossa jovem quase sem forças.
Quando o sol se punha no horizonte, D. Giannetta estava com o jantar pronto e todas as tarefas realizadas com carinho e dedicação.
Mais uma vez, e sempre sem motivo, chega em casa seu esposo completamente alcoolizado e transtornado. Giannetta treme de medo, porém em cumprimento de suas obrigações matrimoniais, vai ao encontro de seu esposo, e dele recebe um bofetão.
Giannetta, tenta se levantar, porem em vão, pois o cruel esposo a espanca das mais diversas maneiras e sem encontrar justificativa para tamanha brutalidade, obriga sua esposa à sair a noite para buscar feno, para o gado, 1800 metros de Caravaggio.
Na escuridão da noite, o corpo dolorido pela surra, olhos lavados de lágrimas e coração sangrando de dor sai Giannetta, balbuciando preces e súplicas a Ssma. Virgem Maria
De repente, enquanto Giannetta corria contra o tempo para cortar a quantidade exigida de feno apareceu-lhe uma senhora de nobre aspecto e porte magestoso e belo, sua cabeça coberta por um véu branco e tinha sobre os ombros um manto azul.
-A Madonna Santissima. Exclamou Giannetta.
-Sim sou eu mesma, não temas minha filha! Consola-te As tuas orações foram ouvidas pelo meu divino filho.

A Virgem tocando suavemente seus ombros, fê-la ajoelhar-se e contou-lhe que o mundo, havia excitado a cólera de Deus.
A Ssma. Virgem tambem pediu a jovem camponesa que avisasse ao povo para fazer penitência e, em sinal de gratidão um sábado fosse dedicado em sua honra.
Giannetta, cheia de admiração, perguntou-lhe:
-“Senhora, quem acreditará em minhas palavras? Sou uma pobre e desconhecida criatura.” A Mãe Santissima replicou:
-“Levanta-te minha filha e não temas, eu confirmarei com sinais evidentes as tuas palavras e este lugar onde tu me vês se tornará célebre em toda Cristandade”.
Maria abençou então a jovem com o sinal da Cruz e desapareceu, deixando no solo os vestígios dos seus pés.
Restabelecida em suas forças e cheia de alegria, Giannetta prostando-se em terra, beijou as santas pegadas. Correu depois para a aldeia e narrou o acontecido, tudo o que viu e ouviu, e todos acreditaram nela. Uma grande comitiva acorreu ao local da aparição e puderam contemplar as pegadas da Ssma. Virgem assim com a fonte que ali brotará inesplicavelmente.
As curas operadas por meio da água milagrosa e os prodigios atrairam uma multidão de peregrinos ao local.
Por todo mundo espalhou-se a devoção a Virgem de Caravaggio, hoje no local da aparição contemplamos uma das mais belas construções artisticas da Itália.
Temos o previlégio de ter tão perto de nós o culto a Virgem do Caravaggio na cidade de Brusque, em Azambuja.
Celebramos a Virgem em todos os seus titulos, ela é Mãe e como tal é solicita para com todos os seus filhos.
“Tudo por Jesus, nada sem Maria”.

Oremos
Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria,que jamais se tem ouvido que deixásseis de socorrer e consolar a quem vos invocou, implorando a vossa proteção e assintência; assim pois, animado com igual confiança, como a Mãe amantíssima, ó Virgem das Virgens, a Vós recorro, de Vós me valho, gemendo sob o peso de meus pecados, humildemente,
me prostro a vossos pés.Não rejeiteis as minhas súplicas, ó Virgem de Caravaggio, mas dignai-vos de as ouvir propícia e de me alcançar a graça que Vos peço.
Amém
Paz e Bem!
Márcio Antônio Reiser O.F.S.

2 comentários:

Dirce disse...

SOU DEVOTA DE NOSSA SENHORA , E FIQUEI ENCANTADA COM A HISTÓRIA DELA NESSA CIDADE ITALIANA .
ELA TRAZ A PAZ , E PLO QUE INTERPRETEI , CONCILIA OS OPOSTOS .
MUITA PAZ A TODOS .

DIRCE VITÓRIA - NITEROI RJANEIRO

ISA AIOSA disse...

Tenho 57 anos e nunca havia escutado absolutamente nada sobre Nossa Senhora de Caravaggio. Após uma reportagem na TV sobre o árbitro Oscar Roberto Godoi, me interessei e procurei na internet. Estou encantada com a história.
Nossa Senhora de Caravaggio, proteja a todos.

ISA AIOSA- SÃO PAULO/SP