segunda-feira, 13 de outubro de 2008

O Santo Rosário

O Santo Rosário

“O Rosário é como uma corrente de ouro, cujos elos nos prendem ao coração de Maria”.

Origem: Rosário quer dizer “Coroa de Rosas”.


No tempo das perseguições romanas, as virgens cristãs, ricamente vestidas e coroadas de rosas, caminhavam felizes sobre as areias do Coliseu ao encontro do Rei dos Reis, por quem morriam martirizadas.
Após o martírio, os seus irmãos na fé recolhiam essas coroas e diante delas oravam, recitando a cada rosa uma prece, sendo que os cristãos primitivos substituíram as rosas pela oração.
Os anacoretas e eremitas contavam também suas orações sob a forma de pequenos grãos reunidos numa coroa.
Na Idade Média, os ascetas recitavam integralmente os 150 Salmos da Bíblia sendo que para os irmãos leigos a recitação era de 150 Pai-Nossos, que logo em seguida foram substituídos pela saudação Angélica, ou seja, 150 Ave-Marias, sendo chamado de Saltério Angélico ou Saltério de Maria.
No ano de 1214, a própria Virgem Maria apareceu a São Domingos de Gusmão e inspirou-o a rezar e a propagar o Saltério Angélico para a conversão dos hereges Albingenses que assolavam o sul da França.
São Domingos, rezando o Saltério, pregava os principais mistérios da nossa salvação, ou seja a anunciação do anjo e nascimento de Jesus; a Paixão, e a morte, a ressurreição, e a Ascensão de Nosso Senhor, etc., compondo assim o Rosário que hoje nós rezamos e meditamos.
A Virgem Maria inúmeras vezes nos tem pedido que rezemos o Santo Rosário, porém os insistentes pedidos da Rainha do Céu não têm sido atendidos.
Em Lourdes, Fátima Medjugorie, Nossa Senhora anuncia perigos eminentes para a humanidade e que somente com a meditação e recitação do Santo Rosário, a paz reinaria absoluta no mundo.

Grandes homens rezavam o terço:

Miguel Ângelo rezava o terço com grande fervor muitas vezes diante de seu quadro “Descida da Cruz”.
Finlay (Carlos Juan) chegando em sua casa altas horas da noite, esgotado, adormeceu; quando se deu conta de que não havia rezado o terço diário, começou então a rezá-lo devotadamente. Um mosquito esvoaçava o tempo todo em volta de sua cabeça, obrigando-o por vezes a desviar-lhe sua atenção. De repente, como que iluminado por Nossa Senhora, Finlay teve a intuição da teoria que haveria de imortalizá-lo: o mosquito era o agente transmissor da febre amarela; terminando assim uma série de pesquisas e trabalhos que pareciam sem fim.
Ozanan, ainda incrédulo, entrou por acaso numa igreja em Paris. Diante de a um altar um ancião rezava o terço. Ozanan aproximou-se e qual não foi o seu espanta quando reconheceu seu professor Ampére (André) – o inventor do telégrafo. O terço de Ampére dizia mais tarde , já convertido fez-me um bem maior do que todos os livros e todos os discursos.
“O Rosário é minha oração predileta, a todos peço que rezem” (João Paulo II).

Os novos Mistérios

De outubro de 2002 a outubro de 2003, o Santo Padre Papa João Paulo II, decretou ano do rosário, e o fez no santuário de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia.
Na mesma ocasião, João Paulo II oferece à Igreja a Carta Apostólica: “Rosarium Virginis Mariae”. A referida carta além de ser um magnífico documento, trouxe uma inserção muito oportuna: “Os Mistérios Luminosos”.
“É nos anos da vida pública que o mistério de Cristo se mostra de forma especial como Mistério da Luz”: “Enquanto estou no mundo, sou a luz”. (Jô 9,5)
Os novos Mistérios acrescentados ao Santo Rosário foram:
1- O Batismo de Jesus
2- A Revelação em Caná da Galiléia
3- O anúncio do Reino de Deus
4- A transfiguração no Monte Tabor
5- A Instituição da Eucaristia


Com o novo acréscimo, o Santo Rosário passa a ter 200 contas divididas
em 4 mistérios:
-Gozozos
-Luminosos
-Dolorosos
-Gloriosos

Em cada mistério contemplamos a mensagem da salvação em Jesus Cristo.
Ao final de sua carta João Paulo II exorta as famílias dizendo: “Famílias Cristãs... retomai confiadamente nas mãos o Santo Rosário; fazendo a sua descoberta à luz da escritura, de harmonia com a liturgia e no contexto da vida quotidiana.”
O Rosário é uma escada que nos leva ao céu! “Ó Rosário bendito de Maria, doce cadeia que nos prende ao Senhor!” (Beato Bartolo Longo)
“Rezai o Terço todos os dias”. (Nossa Senhora de Fátima)

Paz e Bem!
Amém

Um comentário:

Paulo disse...

Olá, gostaria de mostrar o software dedicado a orações baseadas no Rosário que escrevi, Multirosarium, que permite:

* aprender a rezar o Santo Terço, o Terço da Divina Misericórdia etc.
* meditar os mistérios do Terço utilizando belos ícones
* meditar os mistérios do Terço ouvindo leituras da Bíblia
* contar as orações sem precisar das contas de um Terço físico

Para orar online: http://multirosarium.com