sábado, 9 de agosto de 2008

Dia dos Pais!


Pai!

Acredito que o maior ensinamento que Jesus nos deixou, foi o de chamar Deus de pai, e para nós é quase impossível não relacionar Deus com a figura humana do pai.
Pai, palavra universal para designar um mesmo ser; um mesmo modo de ser com características tão distintas e tão iguais.
Pai, o jeito de Deus ser humano, de transmitir a vida, de prover o pão a qualquer custo, de ser o braço forte a defender e guiar o rebanho familiar.
Pai, ternura das lagrimas contidas das preocupações e noites mal dormidas, com o cuidado do lar.
Pai, presença que é segurança e proteção, é o leme firme no meio das tempestades o guardião do santuário da vida.
Pai, que entre os cansaços e cochilos permite um afago e concede um tempo para gargalhar, guerrear almofadas e ter de ser o herói das histórias contadas centenas de vezes e dos contos perdidos no tempo.
Pai, que muitas vezes ama de um jeito meio rude, com gestos e formas quase sempre sem jeito, mas que ama daquele jeito e deseja ser amado de qualquer jeito.
Pai, iniciante; Pai atuante, Pai ausente, Pai que já partiu, Pai energético, Pai bondoso, Pai amigo, Pai; meu pai meu herói, eu te vejo sempre maior, quando te permites ser frágil e precisas de colo.
Pai também gosta de colo filho!


Feliz dia dos Pais!
Agosto/2008

Nenhum comentário: