quarta-feira, 23 de julho de 2008

Bíblia Sagrada


Bíblia Sagrada:
Fonte inesgotável de Sabedoria Divina

“Não se nos abrasava o coração, quando ele nos falava pelo caminho e nos explicava as escrituras?” (Lucas 24, 32).

É impossível não se encantar com a leitura que narra a preocupação do Senhor em buscar os discípulos a caminho de Emaús.
É no caminho que o Senhor lhes apresenta uma riquíssima liturgia da palavra sobre a vinda do Messias e tudo o que aconteceria com Ele. O Senhor falava e os corações dos discípulos ardiam em brasas de amor.
Assim acontece em nossas vidas quando nos deixamos guiar pelo Senhor. É na leitura diária da palavra que Deus nos ensina, exorta, corrige; e o faz com tanta ternura que é impossível não corresponder aos seus apelos.
A Bíblia é sem dúvida o maior best-seller de todos os tempos. Vemos a cada dia mais pessoas sedentas de Deus e que buscam na sua palavra, que é a fonte inesgotável de Sabedoria Divina, um saciar esta sede.
No dizer do Pe. Carlos Mesters: “A Bíblia é como o álbum familiar que conserva tudo o que é tipo de fotografias. Fotografias importantes do dia do Casamento, do Batismo dos filhos, da nova casa. E fotografias aparentemente sem importância de um piquenique descontraído num final de semana. Para o álbum tudo é importante. É um gozo para os filhos e os netos folhearem aquelas páginas e lá aprendem quem são e de onde vieram. Com efeito, para esse fim, todas as fotografias são importantes”.
O importante na Bíblia é que tudo é importante. Muitas vezes o que não entendemos hoje em nossa leitura será mais compreensível daqui a um tempo. O que importa é o amadurecimento da fé que vamos adquirindo.
O Senhor nos ensina como Mestre que é, passo a passo e de repente uma palavra, um versículo muda completamente a nossa vida! E assim foi com tantos homens e mulheres que ouviram o Senhor e ajudaram a transformar o mundo.
“Quem não ouve a Palavra de Deus e não observa a Lei da caridade, queima em vão o incenso da oração”. (Sto. Antônio de Pádua)
Um dia a mãe de dois frades veio a São Francisco de Assis, pedindo uma esmola com toda a confiança. Compadecido dela, São Francisco perguntou a Frei Cattani: “Temos alguma esmola para esta mãe?” Frei Cattani respondeu: “Não há mais nada em casa que possamos lhe dar”, e acrescentou: “Só temos o Novo Testamento, onde, como não temos breviário fazemos nosso ofício”. Disse São Francisco: “Dá o Novo Testamento a essa mãe, para que ela venda e possa prover sua necessidade, pois é o Senhor que nos manda ajudar os pobres”. Deram o livro à mulher, e assim, por esse gesto, foi-se embora o primeiro Novo Testamento da Ordem: A Palavra se fez pão!
A Palavra de Deus é seiva de santidade que deve irrigar o nosso ser gota-a-gota para que possamos experimentar sua doçura. A doçura que é o falar de Deus.
Deixemos Deus falar e assim nossa coração repousará em sua Paz!

“Procurem estar sempre preparados para poder prestar conta se alguém lhes fizer alguma pergunta sobre a esperança que vocês tem!” (1 Pedro 3, 15)

Paz e Bem!
Marcio Antônio Reiser
O. F. S.

Nenhum comentário: